Buscar
  • CNSL

Recuperar da crise, com energia solar!

A economia como um todo tem enfrentado grandes desafios durante a pandemia, dentre estes desafios, assegurar a sustentabilidade econômica tem sido fundamental para que a economia doméstica e comercial se mantenham atendidas.

Entre as alternativas para garantir a saudabilidade nos próximos meses, e uma plena recuperação econômica, está a energia solar fotovoltaica. Neste tópico vamos comentar o benefício em investir em um sistema fotovoltaico, que pode ser um grande e importante aliado durante este período e na fase de recuperação.

Diversos setores da economia sentiram os impactos da crise. Empresas saudáveis que mantinham caixa positivo para atender ao menos um trimestre de custos fixos, perceberam os recursos se tornando escassos enquanto as vendas caíram drasticamente.

Conhecimentos sobre gestão em tempos de crise se tornaram uma habilidade desejada e extremamente necessária para os gestores. A avaliação de ações e investimentos que assegurem sustentabilidade financeira passou a ser uma atividade fundamental não só nas empresas, mas também nas residências, onde as contas de energia aumentaram muito com a maior permanência nos lares em função da nova rotina de home office.

Investir em sustentabilidade energética se mostrou ser um caminho para a recuperação econômica, o investimento valoriza imóveis, tem rendimentos muito atrativos sobre a inflação monetária, sobre a inflação energética e está muito à frente de investimentos concorrentes, como aplicações em carteiras no mercado financeiro, entre outros.

Economistas projetam os efeitos econômicos da crise por um longo período, as análises demonstram vários anos de impacto. E como um investimento neste momento pode auxiliar? Nós explicamos! Além do payback do investimento em energias renováveis se mostrar inferior ao período de anos do impacto financeiro da crise econômica, a energia solar fotovoltaica supre um importante custo das empresas e residências, a energia elétrica, e como temos percebido as contas têm aumentado devido ao maior consumo de energia nas residências, e a inflação energética tem se tornado cada dia maior.

Com a possibilidade de reduzir até 95% das despesas com energia elétrica, os proprietários têm percebido a viabilidade de cortar os custos com as contas de energia elétrica quase por completo, e com a economia destes recursos, outras áreas essenciais podem ser atendidas durante o período de recuperação, como folha de pagamento, insumos, compromissos com fornecedores e os suprimentos e necessidades básicas não só dos negócios como também dos lares.

A energia elétrica, que é um recurso indispensável para toda a operação econômica e social, tornou-se hoje um custo dispensável, sem abrir mão de sua utilização. Com investimento em sistemas fotovoltaicos, ou outros sistemas de geração de energia limpa e sustentável, proprietários deixam de arcar com uma parcela substancial das contas, produzindo sua própria energia e poupando recursos para atender outras demandas neste período, além de que a economia obtida com a utilização dos sistemas, pode ser interpretada como uma “fonte” estável de recursos por vários anos.

Como mencionamos no tópico sobre “Payback dos sistemas fotovoltaicos” o fluxo de caixa do investimento pode ser previsto para os próximos 25 anos e o retorno financeiro total supera carteiras de investimento no mercado financeiro, e diversos outros investimentos concorrentes. A simples instalação de um sistema valoriza imediatamente o imóvel na mesma proporção do investimento, o que já pode ser considerado como um retorno imediato da aplicação.

Além de comércios e residências, proprietários de imóveis para locação podem investir em sistemas que tornam a oferta dos imóveis muito mais atrativa, visto que os locatários ocupariam os imóveis despreocupados com o custo significativo que as contas de energia elétrica poderiam trazer. Este investimento pode aumentar a atratividade da locação e garantir maior procura e permanência dos locatários, principalmente neste momento onde a renda da população está prejudicada.

A sobrevivência de negócios pode ser facilitada com investimento em energias renováveis. Cortando ao máximo os custos fixos, as operações podem se manter por um tempo muito maior até que a retomada atinja novamente o breakeven, ponto de equilíbrio das operações, onde os caixas se mantenham positivos.

Em toda crise há uma seleção natural de negócios, e os que resistem são preferenciais aos consumidores durante e pós recuperação. Energias renováveis tem sido uma alternativa para que empresas se mantenham com custos operacionais baixos na pandemia, para que se mantenham no mercado.

No momento de investir, consulte sempre empresas que forneçam dados detalhados do investimento nos sistemas fotovoltaicos, payback, fluxo de caixa, retorno total sobre o investimento, para que se tenha certeza de que, acima de tudo neste momento, a contratação de um sistema atenda de forma positiva as suas demandas econômicas particulares.

Produzir a própria energia é um investimento que rende sobre a inflação monetária, sobre a inflação energética e sobre o mercado imobiliário, oferecendo impulso para que nos mantenhamos saudáveis e com longevidade no mercado.

Acompanhe nossos tópicos sobre energia solar e fique por dentro deste assunto que já está mudando o mundo. Deixe seu nome e contato no final da página, e seja informado sempre que publicarmos um novo tema! Até mais!

3 visualizações
Receba por e-mail nossas novidades!

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados.

Logo CNSL Itapetininga