Buscar
  • CNSL

Bandeiras tarifárias na energia elétrica!

Hoje nosso tópico fala sobre as bandeiras tarifárias na energia elétrica. Você já notou que elas vêm indicadas na sua conta de energia? Entenda um pouco mais sobre elas, seus significados e o quanto sua conta pode ficar mais cara!



Todos os meses, nas nossas contas de energia elétrica, podemos acompanhar qual bandeira tarifária estamos operando, com este dado podemos saber como está a geração de energia nacional e se estamos pagando mais caro por ela.


A energia elétrica que recebemos nos nossos imóveis é resultado de diferentes fontes de geração, como por exemplo hidrelétricas, termelétricas, solares, eólicas e nucleares. A geração hidrelétrica é a principal fonte de energia do nosso país, é o tipo de geração de menor custo, no entanto depende de um fator variável que é a reserva de água disponível.


Em bons períodos de chuvas as hidrelétricas operam normalmente, entregando energia elétrica mais acessível, já se as condições climáticas forem desfavoráveis por longos períodos, secas podem ocasionar a redução da produção das hidrelétricas, consequentemente outras fontes de energia mais caras precisam ser acionadas.


As bandeiras tarifárias traduzem as condições de geração de forma simples, quando a bandeira é verde, as condições de geração são favoráveis, as hidrelétricas estão suprindo se não toda, quase toda a demanda elétrica. Quando a bandeira é amarela, significa que estamos em estado de alerta, se as condições climáticas não melhorarem, podemos ter problemas de geração, nesta etapa outras fontes, como termelétricas, são parcialmente acionadas. Já na bandeira vermelha, as condições de geração de energia estão ruins, ela ainda possui dois patamares, a bandeira vermelha cara, e a bandeira vermelha muito cara, nessas condições a energia vem em sua maioria das termelétricas.


Nos períodos de bandeira verde, não há cobrança adicional nas contas de energia elétrica. Na amarela são cobrados R$ 1,50 adicionais para cada 100 kWh de consumo mensal. Na vermelha patamar um, R$ 3,50 para cada 100 kWh consumidos. Na vermelha patamar dois, R$ 6,00 adicionais para cada 100 kWh de consumo.


Além dos impactos econômicos que podem ser sentidos com a variação das bandeiras, devemos levar em consideração os impactos ecológicos, afinal as termelétricas geram energia através da queima de biomassa e combustíveis fósseis, que liberam milhões de toneladas de CO2 na atmosfera, contribuindo para o aquecimento global através do efeito estufa, provocando também a ocorrência de chuvas ácidas, além de diversos outros impactos.


Diante destes fatos, somados ao desequilíbrio climático mundial e as constantes inflações energéticas, é certo que o custo da energia elétrica tende a aumentar cada vez mais, por isso a busca por energias limpas e renováveis tem crescido, assim combatemos a poluição atmosférica, o efeito estufa, os diversos impactos ambientais da criação de novas usinas hidrelétricas e ainda nos tornamos imunes as bandeiras tarifárias e a inflação energética. Investir em energia renovável é cuidar de nós mesmos e do nosso planeta!


Acompanhe nossos tópicos relacionados com energia solar e fique por dentro deste assunto que já está mudando o mundo. Deixe seu nome e contato no final da página, e seja informado sempre que publicarmos um novo tema! Até mais!

7 visualizações
Receba por e-mail nossas novidades!

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados.

Logo Site.png